ECO2Balance é parceira da Associação nos três dias do encontro

Congresso das Comunicações’08 com certificação Carbono Neutro

2008-11-10 14:23:00

 

·          APDC vai plantar um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos na Reserva Natural da Serra da Malcata

 

·          As 810 árvores a planter sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente)

 

 

A APDC vai, no dia 11 de Novembro, plantar uma árvore junto ao Centro de Congressos de Lisboa. Trata-se de um acto simbólico, que assinala a decisão de neutralizar as emissões de carbono dos três dias do Congresso das Comunicações.

 

 

Lisboa, 10 de Novembro de 2008Em perfeita sintonia com o tema do 18º Congresso das Comunicações – “TIC e alterações climáticas” – o Presidente da APDC, Diogo Vasconcelos, e o Presidente do Congresso das Comunicações, Jorge Vasconcelos, vão amanhã deslocar-se num veículo eléctrico para plantar um carvalho originário da Serra da Malcata. 

 

Este gesto marca o início de uma acção que a APDC vai desenvolver na Reserva Natural da Serra da Malcata, e que passa pela plantação de um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos, autóctones daquela região. Serão plantadas 810 árvores que sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente). E ainda pela aquisição de (100,06) VER´s (Verified Emitions Reductions) necessários à imediata neutralizazação das emissões. O investimento para esta acção ascence os cerca de 2.500€ para a inventariação das emissões, 650 € para a compra dos VER’s e ainda 3.000 € para a plantação das árvores.

 

Ambas as acções decorrem da certificação do Congresso das Comunicações‘08 pela ECO2Balance, parceira da APDC na neutralização das emissões de carbono dos três dias de encontro.

 

Diogo Vasconcelos refere que «a APDC, enquanto entidade ambientalmente responsável, decidiu apostar na neutralização das emissões de carbono através da plantação de árvores e também da aquisição de VER´s».

 

De acordo com o Presidente da APDC «a escolha destas duas vias foi a forma encontrada para que se consigam resultados imediatos, possíveis através da aquisição de créditos de carbono, e resultados a longo prazo, dado que as árvores terão 25 anos de permanência na Serra da Malcata».

 

Esta iniciativa enquadra-se no Mercado Voluntário de Carbono, uma proposta da Cimeira de Quioto que incentiva e acolhe acções de entidades que, não estando legalmente obrigadas a reduzir emissões poluentes, não abdicam de o fazer de forma voluntária.

 

 

 

Para mais informações, por favor contactar:

Grupo GCI

Rita Ascenso

E-mail: rascenso@grupogci.net

Tlf: 21 355 30 30 | Tlm: 93 498 93 41

 

 

·          APDC vai plantar um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos na Reserva Natural da Serra da Malcata

 

·          As 810 árvores a planter sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente)

 

 

A APDC vai, no dia 11 de Novembro, plantar uma árvore junto ao Centro de Congressos de Lisboa. Trata-se de um acto simbólico, que assinala a decisão de neutralizar as emissões de carbono dos três dias do Congresso das Comunicações.

 

 

Lisboa, 10 de Novembro de 2008Em perfeita sintonia com o tema do 18º Congresso das Comunicações – “TIC e alterações climáticas” – o Presidente da APDC, Diogo Vasconcelos, e o Presidente do Congresso das Comunicações, Jorge Vasconcelos, vão amanhã deslocar-se num veículo eléctrico para plantar um carvalho originário da Serra da Malcata. 

 

Este gesto marca o início de uma acção que a APDC vai desenvolver na Reserva Natural da Serra da Malcata, e que passa pela plantação de um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos, autóctones daquela região. Serão plantadas 810 árvores que sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente). E ainda pela aquisição de (100,06) VER´s (Verified Emitions Reductions) necessários à imediata neutralizazação das emissões. O investimento para esta acção ascence os cerca de 2.500€ para a inventariação das emissões, 650 € para a compra dos VER’s e ainda 3.000 € para a plantação das árvores.

 

Ambas as acções decorrem da certificação do Congresso das Comunicações‘08 pela ECO2Balance, parceira da APDC na neutralização das emissões de carbono dos três dias de encontro.

 

Diogo Vasconcelos refere que «a APDC, enquanto entidade ambientalmente responsável, decidiu apostar na neutralização das emissões de carbono através da plantação de árvores e também da aquisição de VER´s».

 

De acordo com o Presidente da APDC «a escolha destas duas vias foi a forma encontrada para que se consigam resultados imediatos, possíveis através da aquisição de créditos de carbono, e resultados a longo prazo, dado que as árvores terão 25 anos de permanência na Serra da Malcata».

 

Esta iniciativa enquadra-se no Mercado Voluntário de Carbono, uma proposta da Cimeira de Quioto que incentiva e acolhe acções de entidades que, não estando legalmente obrigadas a reduzir emissões poluentes, não abdicam de o fazer de forma voluntária.

 

 

 

Para mais informações, por favor contactar:

Grupo GCI

Rita Ascenso

E-mail: rascenso@grupogci.net

Tlf: 21 355 30 30 | Tlm: 93 498 93 41

 

 

·          APDC vai plantar um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos na Reserva Natural da Serra da Malcata

 

·          As 810 árvores a planter sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente)

 

 

A APDC vai, no dia 11 de Novembro, plantar uma árvore junto ao Centro de Congressos de Lisboa. Trata-se de um acto simbólico, que assinala a decisão de neutralizar as emissões de carbono dos três dias do Congresso das Comunicações.

 

 

Lisboa, 10 de Novembro de 2008Em perfeita sintonia com o tema do 18º Congresso das Comunicações – “TIC e alterações climáticas” – o Presidente da APDC, Diogo Vasconcelos, e o Presidente do Congresso das Comunicações, Jorge Vasconcelos, vão amanhã deslocar-se num veículo eléctrico para plantar um carvalho originário da Serra da Malcata. 

 

Este gesto marca o início de uma acção que a APDC vai desenvolver na Reserva Natural da Serra da Malcata, e que passa pela plantação de um hectare de Carvalhos, Sobreiros e Pinheiros Mansos, autóctones daquela região. Serão plantadas 810 árvores que sequestrarão aproximadamente 175 tonCO2e (toneladas de Carbono equivalente). E ainda pela aquisição de (100,06) VER´s (Verified Emitions Reductions) necessários à imediata neutralizazação das emissões. O investimento para esta acção ascence os cerca de 2.500€ para a inventariação das emissões, 650 € para a compra dos VER’s e ainda 3.000 € para a plantação das árvores.

 

Ambas as acções decorrem da certificação do Congresso das Comunicações‘08 pela ECO2Balance, parceira da APDC na neutralização das emissões de carbono dos três dias de encontro.

 

Diogo Vasconcelos refere que «a APDC, enquanto entidade ambientalmente responsável, decidiu apostar na neutralização das emissões de carbono através da plantação de árvores e também da aquisição de VER´s».

 

De acordo com o Presidente da APDC «a escolha destas duas vias foi a forma encontrada para que se consigam resultados imediatos, possíveis através da aquisição de créditos de carbono, e resultados a longo prazo, dado que as árvores terão 25 anos de permanência na Serra da Malcata».

 

Esta iniciativa enquadra-se no Mercado Voluntário de Carbono, uma proposta da Cimeira de Quioto que incentiva e acolhe acções de entidades que, não estando legalmente obrigadas a reduzir emissões poluentes, não abdicam de o fazer de forma voluntária.

 

 

 

Para mais informações, por favor contactar:

Grupo GCI

Rita Ascenso

E-mail: rascenso@grupogci.net

Tlf: 21 355 30 30 | Tlm: 93 498 93 41